Grande Rio Fm

Jovem abandona islamismo e é batizada após visão de Jesus: “Ele é real”

Jovem abandona islamismo e é batizada após visão de Jesus: “Ele é real”

Olivia vem de uma família muçulmana na Indonésia, e desde a infância, a ausência dos pais a fez lidar com situações difíceis.

A jovem foi criada por babás e depois que a família se mudou para a Califórnia, devido a diferença do idioma, ela não fez amigos.

“Eu era basicamente uma muda. Eu era de outro país e me sentia inútil. Eu sempre tive esse jeito de ter que provar a mim mesma que mereço ser amada ou aceita”, disse ela em seu canal do YouTube, The Still Heart.

Olivia tinha dúvidas sobre a religião de seus pais, o islamismo, mas quando perguntava, sentia que era recfriminada: “Tive que parar de fazer perguntas porque isso criava desconforto”.

‘Ele estava lá’

Aos 6 anos, Olivia contou que sentiu a presença de Deus pela primeira vez. No entanto, ela só reconheceu que se tratava de Jesus aos 13 anos. Com 19, ela aceitou a Cristo e testemunhou:

“Ele sempre esteve lá durante toda a minha vida. Eu só tinha que continuar fazendo perguntas. Havia muitas lutas internas. Se você aceita Jesus e é de uma família muçulmana, você tem que manter isso em segredo”.

A jovem costumava ir à igreja por uma amiga e lia a Bíblia na casa dela ou do namorado. Um dia, a família descobriu que ela era cristã e a ameaçou de morte. 

Como estavam morando na América, eles não podiam cumprir a ameaça, então, Olivia permaneceu seguindo a Cristo. Mas, ela teve que se mudar e viver com amigos por algumas semanas até que seus pais a convidaram de volta para casa.

Experiência com Deus

A vida como cristã não acabou com todas as suas ansiedades, solidão e sentimentos de rejeição por parte da família do namorado.

“Isso me confundiu. Em um ponto, eu senti que ser cristã era a mesma coisa que ser muçulmana. O inimigo usou tudo para me tirar do meu caminho”, relembrou ela.

Um dia, enquanto estava deitada em sua cama, Olivia teve uma visão de uma luz em seu quarto: “Eu estava chorando porque queria desesperadamente saber se Jesus era real”.

“Então, Ele se revelou. Eu vi uma luz tão brilhante e azul e quão rápido ela estava se movendo pela sala. Deus precisava que eu visse isso para colocar minha confiança Nele novamente”, acrescentou.

Depois disso, Olivia foi fortalecida em sua fé, continuou indo à igreja e estudando a Bíblia. Ela encontrou amigos que a aconselharam e a ajudaram a entender as diferenças entre o islamismo e o cristianismo, amigos que lhe demonstraram o amor de Cristo.

Quando foi batizada, Olivia se aprofundou ainda mais em seu relacionamento com Deus e descobriu seu propósito de vida.

“Deus me perseguiu implacavelmente. Sou muito grata pela jornada que me trouxe até aqui. Se não fosse por isso, eu não teria liberdade em minha mente, alma e coração. Eu ainda estaria na prisão da ansiedade, inutilidade e insegurança. Eu não teria me curado disso”, concluiu.

NOTÍCIAS MAIS LIDAS