Grande Rio Fm

“Oração é a chave”: Ministério 24/7 mobiliza pastores de todo país para orar pelo Brasil

“Oração é a chave”: Ministério 24/7 mobiliza pastores de todo país para orar pelo Brasil

O pastor Joel Engel, conhecido por sua intensa dedicação à intercessão, está mobilizando pastores de todas as regiões do Brasil para iniciar o movimento de oração 24/7 em cada estado do país. O objetivo é estabelecer um ciclo contínuo de 24 horas de oração, todos os dias da semana, intercedendo pela nação brasileira. 

Engel explica que a estrutura desse movimento envolve líderes que coordenam semanalmente os turnos de oração, com cada turno trocando de hora em hora para garantir que a vigília seja constante e ininterrupta.

Oração 24/7: Uma prática enraizada na Bíblia 

Joel Engel fundamenta esse movimento na história bíblica do Tabernáculo de Davi. Ele explica:

"O Tabernáculo de Davi foi tão importante que teve lugar nas profecias bíblicas, tanto na Antiga quanto na Nova Aliança. Isso porque ele teve uma grande relevância no culto e adoração ao Deus de Israel. Deus queria mudar e estabelecer Seu modelo de culto. Então, usou Davi para estabelecer a adoração que chamamos de 'Adoração nos Quatro Níveis'. No Tabernáculo de Moisés, somente o sumo sacerdote podia ministrar diante da Arca, uma vez por ano, pois tinha um véu que separava aquele ambiente de adoração dos demais. Mas, no Tabernáculo de Davi, todos podiam ministrar diante da Arca para adorar ao Senhor continuamente", explica Engel.

O pastor continua: "Estamos perto de uma das maiores manifestações de Deus em nosso tempo, a restauração do Tabernáculo de Davi. O chamado de Deus para nós, a Sua Igreja, nestes últimos dias, é que entremos em um nível de maturidade tão profundo que possamos dar a Ele louvor e adoração 24 horas por dia, sete dias por semana, 365 dias por ano, como nos dias do rei Davi. Esse entendimento servirá para dotar a Casa de Deus de 'equipes de adoradores' que, como nos dias do rei Davi, darão ao Senhor uma contínua adoração, minuto a minuto, hora após hora, todos os dias da semana".

Engel observa que esse movimento tem se espalhado por todo o mundo. “Na metade da década passada, existiam apenas algumas dúzias de atalaias de oração 24/7 em atividade. Em menos de dez anos, este número cresceu para alguns milhares. O objetivo dessas sentinelas de oração 24 horas é de colocar intercessores nos muros, para mobilizar igrejas, regiões e nações, para adorarem a Deus, louvar e interceder, dia e noite", acrescentou Engel.

De forma prática, como aplicar isso nas igrejas? O pastor aponta um caminho: "O ideal é levantar milhares de igrejas para estabelecerem sentinelas de oração de 24 horas em suas comunidades. Um modo de começar a concretizar este projeto é levando a congregação local a orar durante 24 horas, inicialmente, pelo menos uma vez na semana. Este período pode ir se estendendo sistematicamente. Outro modo é com as igrejas sendo encorajadas a formarem salas de oração 24/7 para orarem por suas comunidades, vilas, cidades e países, literalmente de forma ininterrupta".

Bola de Fogo: o início do movimento

O movimento de oração 24/7 liderado por Joel Engel tem raízes profundas em eventos que marcaram a história espiritual do Brasil. Em 12 de maio de 1987, houve a visão de uma bola de fogo cruzando os céus de Faxinal do Soturno, no Rio Grande do Sul, resultando no batismo de 52 pessoas com o Espírito Santo e com fogo. Desde então, as orações 24/7 nunca cessaram no Monte da Adoração, precursor de mais de 200 Casas de Oração no Brasil.


Joel Engel no início de seu ministério. (Foto: Ministério Engel)

Joel Engel compartilha suas experiências desse período transformador:

"Eu morava ainda em Cachoeira do Sul e estava passando por uma das piores fases do meu ministério. Havia aberto mão de tudo para servir ao Senhor: empresas, bens, conforto e tudo o mais que uma vida secular bem-sucedida poderia oferecer. Uma vez por semana, durante as quintas-feiras, eu ia à Faxinal do Soturno para pregar, mas por muito tempo poucas eram as pessoas que frequentavam as reuniões. Certo dia eu tive uma visão com uma bola de fogo que vinha exatamente sobre o Monte, formando um túnel que terminava onde hoje é a cabana. Lá de cima, descia uma luz forte, como se fossem milhares de estrelas pequenas, que desciam e se transformavam em ouro líquido e reluzente, pintando a cidade que subia como a Nova Jerusalém", relatou.

O pastor lembra que uma mulher, conhecida como Dona Ermínia, o recebeu e começou a apresentá-lo a todos, dizendo que eles tinham vindo para a reunião e queriam oração. “Quem convidou aquela multidão?”, questionou. “Dona Ermínia disse que todas aquelas pessoas sonharam com Jesus, dizendo para irem àquela casa onde estaria o Seu servo, naquele dia e horário, para orar por curas. Quando comecei a pregar, os demônios se manifestaram, saindo das pessoas. Houve curas, milagres e, depois daquele dia, a notícia se espalhou, atraindo ônibus e mais ônibus das cidades do entorno para a frente da casa de Dona Ermínia. Milhares de pessoas foram curadas e a multidão aumenta cada vez mais".

Apesar de milhares de pessoas terem sido curadas, nenhuma delas ainda havia recebido o Espírito Santo. Até que na noite de 12 de maio, próximo das 21 horas, Engel estava orando e gravando uma mensagem sobre os novos ungidos quando, de repente, teve uma experiência em que foi “arrebatado”. 

“Falava em línguas e sentia dores de parto, ao mesmo tempo em que intercedia por um Pentecostes. Naquele momento, o Espírito Santo veio sobre 52 pessoas e todos começaram a falar em outras línguas”, relatou. “Eles foram os primeiros a receberem o Espírito Santo. Quando eu cheguei na quinta-feira, todos falavam ao mesmo tempo, mas não em português. Eles estavam embriagados do Espírito Santo, falavam em línguas e contavam que todos viram uma bola de fogo que veio sobre a cidade. Eu entendi então que aconteceu um Pentecostes, assim como foi nos dias dos apóstolos”.

Essa bola de fogo, na época de Pentecostes, marcou o Ministério Engel em antes e depois. 

"Deus escolheu Faxinal do Soturno para ser uma cidade santa, gerada com dores de parto, onde deveriam nascer os querubins de oração do Tabernáculo de Davi. Ali foi o berço do avivamento no Sul do Brasil, que saiu incendiando o restante do país e outros países do mundo. Até hoje, aquela cidade é diferente por ter tido esse privilégio da descida do Espírito Santo de uma forma tão forte, tão visível. Orar naquele lugar, estar naquele monte, é diferente porque o Espírito Santo desceu como fogo e continua nos visitando até nos dias de hoje", disse Engel.

E concluiu: "37 anos depois, estamos testemunhando a respeito do batismo com o Espírito Santo. Essa unção é real e é única!”

NOTÍCIAS MAIS LIDAS